Espólio Fernando Pessoa - Alberto Caeiro
O Guardador de Rebanhos
  O Guardador
de Rebanhos
  [O Guardador
de Rebanhos]
  Anexo
  Índice
O Pastor Amoroso
Poemas Inconjuntos
Apresentação
Nota explicativa
Galeria
═ndices
Abreviaturas
Mapa de conte˙dos
 
  Índice de primeiros versos e de títulos
Página inicial
 

A
As 5 canções que seguem [67-28r]
Acho tão natural que não se pense [67-35r]
Acho tão natural que não se pense [145]
Acordo de noite subitamente [67-41r]
Acordo de noite subitamente, [145]
Ainda assim trago ao universo um novo mundo [67-33v]
Antes o vôo da ave que passa e não deixa rasto [67-40r]
Antes o vôo da ave, que passa e não deixa rasto, [145]
Ao anoitecer brincamos às 5 pedrinhas [67-23]
Ao entardecer, debruçado pela janela, [67-6r-7r]
Ao entardecer, debruçado pela janela [67-15r]
Ao entardecer, debruçado pela janela, [145]
Aquela senhora tem um piano [67-24v]
Aquela senhora tem um piano, [67-26r]
Aquela senhora tem um piano [145]
Às vezes, nos dias de luz perfeita e exacta [67-31r]
Às vezes, em dias de luz perfeita e exacta, [145]

B
Bendito seja o mesmo sol de outras terras [67-36r]
Bendito seja o mesmo sol de outras terras [145]
As bolas de sabão que esta criança [14B-30v]
As bolas de sabão que esta criança [67-30r]
As bolas de sabão que esta criança [145]
Brinco quando calha [67-29v]
Brinco quando calha [67-25r]

C
Carro de bois [67-25r]
Como quem num dia de verão abre a porta de casa [67-29ar]
Como quem num dia de verão abre a porta de casa [145]
Como um grande borrão de fogo sujo [67-35v]
Como um grande borrão de fogo sujo [145]

D
Da mais alta janela da minha casa [67-36v]
Da mais alta janela da minha casa [145]
Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do universo... [67-22ar]
Da minha aldeia vejo quanto da terra se pode ver do universo... [145]
Deste modo ou daquele modo [67-10v e 9v]
Deste modo ou daquele modo, [145]
As duas canções que seguem [145]

E
E a criança tão humana que é divina [67-20r]
E há poetas que são artistas [67-35v]
E há poetas que são artistas [145]
E o Espírito Santo coça-se com o bico [67-20v]
Esta tarde a trovoada caiu [67-7r-9r]
Esta tarde a trovoada caiu [67-15av-15ar]
Esta tarde a trovoada caiu [145]
Eu nunca guardei rebanhos, [67-1r]
Eu nunca guardei rebanhos, [67-2r-5r]
Eu nunca guardei rebanhos, [67-38v-38ar]
Eu nunca guardei rebanhos, [145]

F
Faz por entre [?] [seus ?] o alegre [67-40r]
Flor, colheu-me o meu destino para os jarros... [67-37r]

G
O Guardador de Rebanhos. [67-27r]
O Guardador de Rebanhos. [145]
[O Guardador de Rebanhos] [48-27r]

H
Há metafísica bastante em não pensar em nada... [67-9r-13r]
Há metafísica bastante em não pensar em nada ... [67-15v]
Há metafísica bastante em não pensar em nada. [145]
Hoje vive na minha aldeia comigo... [67-21r]

I
Isto é talvez ridículo aos ouvidos [67-22av]

L
Leve, leve, muito leve, [67-25r]
Leve, leve, muito leve, [145]
Li hoje duas páginas [67-33r]
Li hoje quase duas páginas [145]
O luar através dos altos ramos... [67-35r]
O luar através dos altos ramos [67-38r]
O luar através dos altos ramos - [145]
O luar quando bate na relva ... [67-25r]
O luar quando bate na relva [67-38av]
O luar quando bate na relva [145]

M
Mas eu fico triste, como um pôr-de-sol [65-60r]
Mas graças a Deus que há imperfeição no mundo [67-39r]
Mas os pastores de Virgílio não são pastores: são Virgílio. [68-12r]
Metafísica? Que metafísica têm aqueles patos? [67-22v]
Meto-me para dentro, e fecho a janela... [67-43r]
Meto-me para dentro, e fecho a janela... [145]
O meu olhar azul como o céu [67-25]
O meu olhar azul como o céu [145]
O meu olhar é nítido como um girassol. [67-5r-6r]
O meu olhar é nítido como um girassol [67-14r]
O mistério das coisas? Onde está ele? [67-36v]
O mistério das coisas - onde está ele? [145]

N
Não me importo com as rimas. [67-25v]
Não me importo com as rimas. Nenhumas vezes [145]
Não me importo com as rimas. Raras vezes. [67-27r]
Nem sempre sou igual no que digo e escrevo... [67-25v]
Nem sempre sou igual no que digo e escrevo. [145]
Nem sequer o deixam ter pai e mãe [67-21v]
Neste momento vem-me uma vaga saudade [67-36r]
No entardecer dos dias de verão, às vezes, [67-39r]
No entardecer dos dias de verão, às vezes, [145]
No meu prato que mistura de Natureza! [67-29r]
No meu prato que mistura de Natureza! [145]
Num dia excessivamente nítido, [121-16v]
Num dia excessivamente nítido [67-42r]
Num dia excessivamente nítido, [145]
Num meio-dia de fim de [Junho ?] [67-22r]
Num meio-dia de fim de primavera [67-16r-19r]
Num meio-dia de fim de primavera [145]

O
O que nós vemos das coisas são as coisas... [67-30av]
O que nós vemos das coisas são as coisas... [145]
O oitavo poema de «O Guardador de Rebanhos» [67-16r-19r]
— Olá, guardador de rebanhos, [14B-29v]
Olá, guardador de rebanhos, [67-24]
«Olá, guardador de rebanhos, [145]
Ontem à tarde um homem das cidades [67-34]
Ontem à tarde um homem das cidades [145]

P
Passa uma borboleta por diante de mim [145]
Passou a diligência pela estrada, e foi-se, [14B-31v]
Passou a diligência pela estrada e foi-se... [67-40r]
Passou a diligência pela estrada, e foi-se; [145]
Os pastores de Virgílio tocavam avenas e outras coisas [67-24v]
Os pastores de Virgílio tocavam avenas e outras coisas [145]
Pensar em Deus é desobedecer a Deus, [67-13r]
Pensar em Deus é desobedecer a Deus, [67-22ar]
Pensar em Deus é desobedecer a Deus, [145]
Pobres das flores nos canteiros dos jardins regulares [67-34v]
Pobres das flores nos canteiros dos jardins regulares. [145]
Porque o único sentido oculto das coisas [67-38r]

Q
Quando eu morrer, filhinho, [14B-27v]
As quatro canções que seguem [14B-26v]
Quem me dera que a minha vida fosse um carro de bois [67-38av]
Quem me dera que a minha vida fosse um carro de bois [145]
Quem me dera que eu fosse o pó da estrada [67-25v]
Quem me dera que eu fosse o pó da estrada [67-27av]
Quem me dera que eu fosse o pó da estrada [145]
Quem tem as flores não precisa de Deus. [67-38r]

R
Um renque de árvores ali logo, lá para a encosta, [67-41r]
Um renque de árvores lá longe, lá para a encosta. [145]
Rio alto como um regato abre o som numa pedra. [68A-7r]
Rio com o repente de um riacho que encontra uma pedra [68A-6r]
Rio como um regato que tem outro som [numa ?] pedra. [68-7r]

S
Salada [67-25v]
A Salada [67-29r]
A Salada [145]
São assim azuis e calmos [68-5v]
Se às vezes digo que as flores sorriem [67-33ar]
Se às vezes digo que as flores sorriem [145]
Se entretém a beijar desta palhinha [68-7r]
Se eu pudesse trincar [67-25r]
Se eu pudesse trincar a terra toda [67-29v]
Se eu pudesse trincar a terra toda [145]
Se quiserem que eu tenha um misticismo, está bem, tenho-o... [67-33v]
Se quiserem que eu tenha um misticismo, está bem - tenho-o. [145]
Sinto-me recém-nascido a cada momento [68-3r]
Só a Natureza é divina, e ela não é divina.... [67-32r]
Só a Natureza é divina, e ela não é divina.... [145]
O sol que foi de hoje [68-7r]
Sou um guardador de rebanhos: [14B-28v]
Sou um guardador de rebanhos [67-24r]
Sou um guardador de rebanhos. [145]

T
O Tejo é mais belo [67-25v]
O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia [67-29av-29ar]
O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia, [145]
Tudo que vejo está nítido como um girassol. [145]

V
Voa uma borboleta por diante de mim [67-39r]

 
© 2006 Biblioteca Nacional de Portugal