capa
PESSOA, Fernando, 1888-1935
[Caderno de notas de Fernando Pessoa] . - [1914 Mar.-1916 Jun.] . - [38] p. ; 15,5 x 10,3 cm

Autógrafo a tinta preta, a lápis de carvão e roxo . - Textos em português e inglês, escritos também na perpendicular . - Tem como suporte um caderno de capa preta, com folhas pautadas de tom esverdeado . - Local de escrita atribuído : Lisboa . - PIZARRO (2008) baseia a datação deste caderno no facto de este ter servido «inicialmente (Março-Julho de 1914) para registar informações relativas às competições de jornais ingleses em que Pessoa participava» e nas datas dos poemas presentes no caderno, a última das quais é de Junho de 1916 («24-6-1916», em 17v) . - Numeração autógrafa de páginas de 1 a 5. Indicação da cota no canto superior direito, seguida da numeração das folhas com anotações do autor (de 1 a 20) . - Inclui : poemas em português ; reflexões sobre arte e literatura ; apontamentos variados ; planos de obras e outros projectos . - O poema «Meu cerebro photographico…», em 18v e 19r, foi publicado por LOPES (1993, p. 196), com atribuição a Álvaro de Campos, e referido em nota na edição de 2002 (p. 600) ; oito poemas, que têm por título geral «As sete salas» (relacionados com o esquema em 1r e com a nota em 9r, intitulada «As sete salas do palacio abandonado»), foram publicados por DIONÍSIO (2005) : «A sala das piscinas silenciosas», em 9v e 10r, «[A] sala [dos] reposteiros negros», em 11r, «A sala do throno carcomido», em 8v, «[A sala] dos Leões de Bronze», em 17r e 16v, «A sala sempre fechada», em 9r, «Entre cyprestes, sob um luar sem luz,», em 16v, «Sob pallios de solenes procissões», em 15v, «Fim», em 16r (p. 88-91) ; e ainda «A do chale vago chegou á janella.», em 17v e 18r (p. 87). PIZARRO (2008) publicou : «1. | 2. A sala das piscinas silenciosas.», em 1r, «Caracteristicos das diversas secções :», em 7v, «As sete salas do palacio abandonado.», em 9r, «Paulismo : | Requinte da sensação.», em 9v, «No Paulismo ha :», em 10r, «A arte é essencialmente antisocial e anarchista», em 11r, «Assim escrever contos cujo unico enredo», em 12r e 11v, «A descripção de uma estatua,», em 13r e 12v, «Quando Walter Pater descreve a Gioconda», em 13v, «Manifestos interseccionistas : - 1. Ultimatum.», em 14r, «Não fazemos conferencias,», em 14r, «Separar inteiramente a Literatura da Vida.», em 15r e 14v, «A Intersecção | Estudo de estylistica», em 18r, «1. O Int[erseccionismo] tem por da maxima importancia», em 19v e 20r, «Manifestos interseccionistas : | 1. Ultimatum.», em 20r.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
DIONÍSIO, João (ed. lit.). «Poemas de Fernando Pessoa : 1915-1920». Lisboa : INCM, 2005. (Edição Crítica de Fernando Pessoa : série maior, vol. 1, t. 2)
LOPES, Teresa Rita (ed. lit). «Livro de versos de Álvaro Campos». Lisboa : Estampa, 1993
LOPES, Teresa Rita (ed. lit). «Poesia de Álvaro de Campos». Lisboa : Assírio e Alvim, 2002
PIZARRO, Jerónimo (ed. lit.). «Sensacionismo e outros ismos». Lisboa : INCM, 2008. (Edição Crítica de Fernando Pessoa : série maior, vol. 10). No prelo

BNP Esp. E3/144C-1-20


Cópias Digitais

 Cópia pública, 6 MB, 1 ficheiro  
 Cópia pública, 6.1 MB