BIBLIOTECA NACIONAL
About the exibition Au sujet de cet exibition
200 ANOS DO ROMANCE DE AVENTURAS EM PORTUGAL Mosqueteiros - Desenho de Ana Maria  
A Exposição ROMANCE DE AVENTURAS ALEXANDRE DUMAS OUTROS AUTORES ESTRANGEIROS ROMANCE DE AVENTURAS EM PORTUGAL
O romance de aventuras em Portugal
um tema por estudar 1860-1920 CAPA E ESPADA E COMEMORATIVISMO 1950-1990  WESTERNS PORTUGUESES E REGRESSO AO HISTÓRICO
1920-1950 - Os "Italianos", os falsos americanos e as fitas
O capitão Morgan : romance de aventuras / Emilio Salgari ; versão do original italiano de Aurora Rodrigues (Dora). Lisboa : João Romano Torres, [193-]. (Salgari)
BN L. 31678 P.

A década de 20 marca uma viragem decisiva. Graças à expansão dos meios de comunicação, a familiarização do público com paragens e gentes distantes exige novos recursos e enredos a que o «romance histórico de aventuras» não pode responder. As aventuras internacionalizam-se, abrindo-se a uma nova gramática e a novas soluções.

A vitória do cinema sobre o teatro, que se antevê nos anos loucos, assume pleno significado com o advento do sonoro. O cinema acelera o ritmo, a cadência e os planos, é máquina do tempo, prestidigitador, locomotiva, aeroplano, automóvel e cavalo a galope. As matinées do Olímpia, do Odeon, do S. Luís Cine enchem-se de atmosferas exóticas de ilhas paradisíacas do Pacífico ou das Antilhas, piratas abordando galeões carregados de ouro, expedições ao coração das selvas inóspitas da África e da Amazónia, estocadas, saltos prodigiosos, lutas entre homens e monstros marinhos. Até Moisés, as lutas do Coliseu e as corridas de aurigas passam a poder ser vistas.

Ora, a influência de Douglas Fairbanks, Ramon Novarro, Errol Flynn e T. Powel, isto é, Zorro, Ben Hur e d’Artagnan, a que se juntam Johnny Weissmuller (Tarzan) e John Wayne (por antonomásia o mito do cowboy, criado pelo génio de John Ford) vai precipitar a criação de um novo romance de aventuras português.

Se Eduardo de Noronha recupera José do Telhado para a lenda do bom bandido 37, depois de desenterrar do esquecimento o Remexido, João Ninguém lança o primeiro romance de aventuras desportivas, De New York a Paris em 20 horas, não fosse a época marcada pela conquista dos ares, com Mermoz, Lindbergh, Gago Coutinho, Sacadura Cabral e Sarmento Beires. Salgari entra em força nos hábitos de leitura, traduzido por Henrique Marques Júnior e publicado pela Romano Torres.

Uma torrente de aventuras que vai lançar a moda das modernas aventuras entre nós. Guido Bellini e Hugo Cellini – aliás A. Victor Machado – rivalizam em produtividade com o sucessor de Salgari, Luigi Motta (1881-1955), este verdadeiro italiano. Para cumprir as praxes da capa-e-espada, a juntar ao Far West daqueles pseudónimos, Victor Machado cria V. Germain, com ambiência de rendas, perucas e intrigas da corte de Luís XV. Juntar-se-lhe-á, mais tarde, W. Joelson, aliás Mário Domingues 38.

A moda dos temas africanos, do Oriente e dos naufrágios é outra das vertentes dos anos 30 e 40, a primeira associada ao tarzanismo, a segunda inspirada pelo todo-poderoso e todo-iníquo Dr. Fu Manchu, de Sax Rohmer, e a terceira pelo luto que cobriu o oceano durante a Batalha do Atlântico. A Segunda Guerra Mundial permite tema suficientemente sugestivo para aventuras de resistência, sabotagem e destemor. Portugal vibra pela resistência francesa pela mão de um ex-admirador de Hitler 39.

Nota marginal, mas reveladora da atmosfera internacional, reflexo da luta de morte entre fascismo e comunismo em época de descrédito das democracias, a emergência do romance de espionagem e do «romance de aventuras políticas», de que o nosso catálogo oferece testemunho. Trata-se de enredos ao estilo da Dama de Xangai e de Ninotchka – com as divas Dietrich e Garbo –, tendo como heroínas belas aventureiras apostadas em arrostar todos os perigos em luta pela liberdade e pelo bem 40.

um tema por estudar 1860-1920 CAPA E ESPADA E COMEMORATIVISMO 1950-1990  WESTERNS PORTUGUESES E REGRESSO AO HISTÓRICO
A Exposição ROMANCE DE AVENTURAS ALEXANDRE DUMAS OUTROS AUTORES ESTRANGEIROS ROMANCE DE AVENTURAS EM PORTUGAL