BIBLIOTECA NACIONAL
About the exibition Au sujet de cet exibition
200 ANOS DO ROMANCE DE AVENTURAS EM PORTUGAL Mosqueteiros - Desenho de Ana Maria  
A Exposição ROMANCE DE AVENTURAS ALEXANDRE DUMAS OUTROS AUTORES ESTRANGEIROS ROMANCE DE AVENTURAS EM PORTUGAL
Outros Autores Estrangeiros
1660 1700 1725 1750 1775 1800 1825 1850 1875 1900 1925 1950 1975 2000
DEFOE VERNE TWAIN STEVENSON HAGGARD SALGARI REVERTE
Retrato de RIDER HAGGARD

RIDER HAGGARD 1856 -1925 - (...) um prolífico novelista que soube manter as graças de um vasto público recorrendo à sábia combinação de heroísmo, beleza, exotismo e acção(...)

Nascido no seio da elite dirigente vitoriana, o jovem Henry recebeu aos 19 anos a sua parte do «fardo do homem branco», ao ser nomeado para um cargo na administração imperial britânica. Secretário do governador da província de Natal, ascendeu depois a um importante posto no Transval. Finda a comissão, regressou a Londres para se dedicar à advocacia, função que depressa abandonou. Consagrou-se por inteiro à escrita, à actividade política e à direcção das suas propriedades agrícolas. Imperialista e colonialista entusiasta, foi uma autoridade em questões coloniais, qualidade que lhe mereceu a elevação a Cavaleiro da Ordem do Império Britânico (1912).

Não sendo um profissional das letras, «Sir Haggard» foi, contudo, um prolífico novelista que soube manter as graças de um vasto público recorrendo à sábia combinação de heroísmo, beleza, exotismo e acção. Muito criticado por «professores, pais e bibliotecários», não deixou de fazer apreciável fortuna com a actividade de escritor secundário.

Conheceu o sucesso em 1885, ao publicar As Minas de Salomão (Edição comentada por José-Augusto França) , obra que chegou a Portugal na belíssima versão de Eça de Queirós, a única tradução feita pelo autor de Os Maias . A história da expedição científica ao país dos Cacuanas, povo de feições aquilinas envolto na névoa bíblica, a guerra civil entre os partidários do rei legítimo e o usurpador Tuala, instigado pela pérfida e antediluviana Gagula, «mulher que tudo sabe e não morre», marcou impressivamente o imaginário europeu sobre uma África imersa em enigmas, perigos e tesouros fabulosos.

A Exposição ROMANCE DE AVENTURAS ALEXANDRE DUMAS OUTROS AUTORES ESTRANGEIROS ROMANCE DE AVENTURAS EM PORTUGAL