UM SONETO DE ANTERO DE QUENTAL: TRANSCENDENTALISMO
 
Ampliar esta obra
Ampliar esta obra
 
QUENTAL, Antero de, 1842-1891 [Transcendentalismo / Antero de Quental] .- [1876 Jul. ou posterior].- 1p.; 15x10 cm
Autógrafo (com numerações ms. a tinta verde) .- 1º verso: "Já socega, depois de tanta luta,". ]. - Data atribuída segundo Cartas I : [1852]-1881. Organização, introdução e notas de Ana Maria Almeida Martins. Lisboa : Editorial Comunicação ; [Ponta Delgada] : Univ. dos Açores, 1989, p. 352-353.- Soneto de que foi enviada cópia a João Lobo de Moura, em carta de 5 Julho a 8 de Agosto do ano supra e a Joaquim de Araújo em carta de 22 de Maio de [1878].- Publicado, pela 1.ª vez, em "Renascença", Porto, fasc. V-VII, Maio-Jun. 1878, p. 76. Publicado também em Sonetos. Porto: Imprensa Portugueza, 1881, p. 32 e em Os sonetos completos de Anthero de Quental. Porto: Livr. Portuense, 1886, p. 101, com dedicatória "Ao sr. J. P. Oliveira Martins", o organizador da edição.
BN Esp. N48/18