<% '///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////// '// Inicialização dim alvo, firstRow, rowCount ' Ir buscar parametros request alvo = Request("alvo") ' A pesquisa do request firstRow = Request("fr") ' Primeira linha de resultados a mostrar rowCount = Request("rc") ' Record Count - numero de linhas a mostrar ' Valores default caso não encontre nada if firstRow = "" or not IsNumeric(firstRow) Then firstRow = 1 else firstRow = CInt(firstRow) End If if rowCount = "" or not IsNumeric(rowCount) Then rowCount = 10 else rowCount = CInt(rowCount) End If Dim ScriptName, ServerName ScriptName = Request.ServerVariables("SCRIPT_NAME") ServerName = Request.ServerVariables("SERVER_NAME") ' Construct base URL for navigation buttons dim URL URL = ScriptName & "?alvo=" & Server.URLEncode(alvo) URL = URL & "&rc=" & Server.URLEncode(rowCount) '///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////// '// O form de pesquisa %>
Biblioteca Nacional  
Inicio A Vida A Obra Fontes Conhecimento Europeu da Obra Estudos Índice
Com marcas de posse
Outras fontes de Pedro Nunes
 
  fontes | matemática, astronomia, cosmografia séc XV e XVI  

Logo após a morte de Pedro Nunes, a sua biblioteca pessoal e todos os seus papéis foram desbaratados pela família. Joaquim de Carvalho, depois de relatar as penosas circunstâncias em que se deu esta perda irreparável, comentou: "no entanto, se é lamentável o desinteresse que levou à dispersão e à perda do espólio, a verdade é que o fundo da livraria com que Pedro Nunes trabalhou pode ser reconstituído com alguma particularidade". E o erudito especialista de assuntos nonianos continuou: "Homem do seu tempo, em cuja mente, como na dos mais representativos sábios da Renascença, confluíram a retrospecção erudita e a indagação original, Pedro Nunes comprazia-se em salientar as raízes antigas de concepções modernas, em abonar com a autoridade de gregos a sua própria opinião e em pôr a nu o erro de contemporâneos relativamente às suas próprias explicações. Referiu, por isso, numerosas citações, mediante as quais é possível a reconstituição dos livros com que trabalhou, cujo catálogo dará a conhecer algumas facetas do seu espírito, alguns dos manuscritos e edições raras que utilizou, e, sobretudo, a notável actualização dos seus conhecimentos."

Quanto às fontes usadas por Pedro Nunes, elas incluem simultaneamente os textos mais consagrados e as últimas novidades dos prelos europeus. As duas obras mais usadas e citadas por Nunes são os Elementos de Euclides e o Almagesto de Ptolomeu. Não há nada de particularmente assinalável neste facto pois estes dois famosos textos eram absolutamente centrais em qualquer estudo de matemática e de astronomia teórica. Na ordem de importância vêm logo depois os trabalhos de Regiomontano e Purbáquio/Regiomontano o que, em si, não é também digno de nota especial, pois nas primeiras décadas do século xvi algumas obras associadas a esses autores, como o Epitoma Almagesti ou o De triangulis omnimodis, eram indispensáveis nos estudos de astronomia teórica. Mas a frequente menção aos trabalhos de Werner, Schöner, Stoffler, etc., que, em certo sentido, são os continuadores do renovamento dos estudos matemáticos e astronómicos operados por Regiomontano, denuncia já os traços de uma adesão a uma particular tradição astronómica, em detrimento de outras. Esta inscrição na tradição da astronomia teórica quatrocentista e quinhentista dos países germânicos tem como contraponto, no caso da álgebra, uma dependência quase exclusiva relativamente à tradição italiana, ignorando os trabalhos de importantes algebristas de outras proveniências europeias, como por exemplo Michael Stifel ou Cristoph Rudolph.
Foi também já apontando que Pedro Nunes teve acesso a um conjunto muito rico de fontes bibliográficas, com a particularidade de incluir alguns importantes manuscritos científicos. De facto, o cosmógrafo português nunca hesitou em deixar expresso em vários passos das suas obras o seu descontentamento face a muitos aspectos - a pouca ciência dos pilotos; a má qualidade dos globos; os erros de outros autores; a dificuldade em encontrar bons desenhadores, etc. - mas, curiosamente, nunca se queixou de falta de livros ou de dificuldade em adquiri-los. Pelo contrário, em pelo menos um trecho manifestou inclusivamente alguma irritação pela quantidade de livros inúteis ou supérfluos: "Qualquer pessoa de honesto engenho que tever alg˜us principios [...] e muitas outras cousas que por geometria se alcançam: sem aver necessidade de tanta multidam de liuros que hora ha."

. com marcas de posse e/ou anotações manuscritas

Ephemerides Io. Baptistae Carelli Placentini

19

De astrolabo catholico

20

Tabule directionũ profectionũqz

21

De motu octauae sphaerae

22

Elvcidatio fabricae vsvsqz astrolabii

23



Os seus contemporâneos estudaram, citaram e copiaram as suas teorias. Conheça algumas cópias manuscritas das obras do matemático.
As ideias de Pedro Nunes suscitaram importantes trabalhos pelos homens que o estudaram, conforme atestam os Impressos e manuscritos do Séc XVI e XVII destes autores.
     
 
Início Mapa do Site Navegador
Créditos Direitos de Autor

© 2002 Biblioteca Nacional, todos os direitos reservados. Todos os textos, fotos, ilustrações e outros elementos contidos neste catálogo electrónico estão protegidos pela lei, ao abrigo do Código dos Direitos de Autor e dos Direitos Conexos.