Maria Keil Ilustradora - NA BIBLIOTECA NACIONAL
MARIA KEIL OBRA AMIGOS DE MARIA SOBRE A EXPOSIÇÃO
Imagem produzida apartir de um auto retrato de Maria Keil
MATILDE ROSA ARAÚJO
PEDRO MORAIS
RAUL HESTNES FERREIRA
TERESA BALTE
A VOLTA DA BORBOLETA

Memórias de um curso de Ilustração Infantil organizado pela Maria Keil.

Como eram agradáveis aqueles fins de tarde em que nos reuníamos à volta da Maria. Ninguém era obrigado a estar presente, mas só faltávamos se não pudéssemos mesmo ir.

Quase todos tínhamos acabado de entrar nas Belas-Artes e, uma ou duas vezes por semana, lá estávamos nós a aprender como se fazem ilustrações para crianças. Mas a aprender de uma maneira diferente. Aprendíamos uns com os outros e todos com a Maria Keil! Acho que ela também aprendeu alguma coisa connosco, pois lembro-me de como ficava contente ao ver crescer alguns desenhos...

Víamos os trabalhos que ela tinha feito ao longo dos anos e também como ia resolvendo cada desenho da mesma história que todos ilustrávamos. Chamava-se «A volta da borboleta» e era uma história que a avó Maria contava à neta, Leonor, ou que a neta contava à avó, pois todos sabemos que as histórias para crianças seguem, por vezes, as suas próprias regras, inventadas a cada instante pela imaginação de quem as conte e de quem as escuta.

Ainda hoje, cada vez que ilustro ou conto uma história aos meus filhos, me lembro daquela borboleta.

Ainda hoje ela guarda todos os nossos desenhos feitos nesse atelier, em que a luz de fim de tarde entrava pela janela, enquanto nós imaginávamos a melhor maneira de contar a história.

Era num terceiro andar com vista para a Casa da Moeda...

Como foram felizes aqueles fins de tarde de 1982!

Pedro Morais
Junho de 2004

 

 
2004 BIBLIOTECA NACIONAL: TODOS OS DIREITOS RESERVADOSCRÉDITOS