Hans Christian Andersen: 1805-1875. EXPOSIÇÃO NA BN DE 3 DE MARÇO A 14 DE MAIO DE 2005
Cronologia
O CONTISTA A VIAGEM A PORTUGAL
OS CONTOS EVOCAR HC ANDERSEN
RECURSOS ONLINE
SOBRE A EXPOSIÇÃO
1 - A PARTIDA DE COPENHAGA : Janeiro de 1866 2- A CHEGADA A LISBOA: A estada em casa da família O'Neill 3 - A VISITA A SETÚBAL: A Quinta dos Bonecos 4 - A PASSAGEM POR AVEIRO: A Holanda Portuguesa 5 - COIMBRA TEM MAIS ENCANTO: A Mais Bela Cidade Portuguesa 6 - INIGUALÁVEL SINTRA: Verde Luxuriante 7 - O REGRESSO A COPENHAGA: Setembro de 1866 8 - IMPRESSÕES DE VIAGEM

Coimbra Tem Mais Encanto
A Mais Bela Cidade Portuguesa

Coimbra eleva-se «como todo um ramo de esplendorosas flores» e é «a mais bela e interessante cidade que até então viu no país», escreve à Senhora Collin.

O traje dos estudantes é «pitoresco e faz-nos lembrar os de Fausto e Teofrastes». Começa por visitar o Convento de Santa Cruz e o Jardim Botânico, onde volta a encontrar alguns estudantes «todos nos seus trajes medievais». «Um ia só a ler um livro, três em animada conversa, com as guitarras aos ombros.

O seu aparecimento nestas paragens causou-me profunda impressão, era como se estivesse a viver noutro século e toda a poesia desses tempos me veio ao pensamento mas nem tudo passei ao papel».

Regista ainda a visita a Santa Clara e à Quinta das Lágrimas, evocando os amores de Inês e de Pedro, como os cantou Camões. Na companhia dum professor do liceu, natural de Schlevig (Herman Christian Dührssen), assiste à cerimónia da imposição das insígnias a um doutor na Universidade, em cuja biblioteca lhe são mostradas preciosidades bibliográficas. Nessa manhã choveu torrencialmente e gracejando disseram a Andersen que tinha sido ele «que havia trazido um verão nórdico».

«Coimbra é uma cidade que se deve visitar não apenas por uns dias mas durante algumas semanas, convivendo com os estudantes, procurando o ar livre e a bela natureza, isolando-se e deixando que na memória se desenrolem lendas e canções, recordando a história da cidade».

Regressando de Coimbra, chega a Lisboa à noitinha. «Os candeeiros de gás nas ruas brilhavam, as lojas estavam iluminadas e pessoas dirigiam-se para o teatro de D. Maria II, na praça vasta e bela».

Ampliar obra

Coimbra é uma cidade que se deve visitar não apenas por uns dias mas durante algumas semanas, convivendo com os estudantes, procurando o ar livre e a bela natureza, isolando-se e deixando que na memória se desenrolem lendas e canções, recordando a história da cidade.

H. C. AndersenUma visita em Portugal em 1866

1 - A PARTIDA DE COPENHAGA : Janeiro de 1866 2- A CHEGADA A LISBOA: A estada em casa da família O'Neill 3 - A VISITA A SETÚBAL: A Quinta dos Bonecos 4 - A PASSAGEM POR AVEIRO: A Holanda Portuguesa 5 - COIMBRA TEM MAIS ENCANTO: A Mais Bela Cidade Portuguesa 6 - INIGUALÁVEL SINTRA: Verde Luxuriante 7 - O REGRESSO A COPENHAGA: Setembro de 1866 8 - IMPRESSÕES DE VIAGEM
2005 BIBLIOTECA NACIONAL. Todos os direitos reservados